terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Baktus: Harbour

Olá, hoje fui a Retrosaria na hora do almoço, tinha montes de caixas no espaço, malabrigo, la bien aimée e outras tantos novelos, eram a primeira coisa que olhavamos quando entravamos. Procurava por um novelo para um esquema que comprei e fui ver o que tinham para ter ideias sobre o poderia escolher. Não tinha uma ideia fixa do que esperava encontrar para o tal esquema e se calhar por isso que não trouxe nada.
Ao cuscar os vários fios existentes apaixonei pelo fio A Retrosaria apresenta Coats, material de origem portuguesa, com tantas cores, e é uma mistura de lã e algodão, daí eu ter gostado tanto deles. Tenho vários cachecois e golas de lã mas passado um bocado estou a transpirar com este tempo e após a mudança de local profissional a minha sala apanha o sol diário e torna-se bastante quente. Pensei em fazer mais um baktus com este fio de forma a não ser tão quente. Vamos ver o que sai.





Inicie um novo trabalho com a cor 745, Harbour, pouco depois de sair do trabalho e chegar a casa e pouco tenho para vos mostrar, No próximo post mostrarei fotos da belissima cor azul que escolhi.


Até breve

sábado, 16 de dezembro de 2017

A noiva do Marquês

Clio está farta, é uma mulher independente mas sem fundos e com muitas ideias. Primeiro só quer livrar-se do noivo, oito anos a espera dele, para a sua vida começar e ter uma quinta independente e sua. Depois só quer a quinta, independente e sua, e o irmão do seu noivo como marido. É simples.
Sinopse:
Ela tinha tudo o que uma donzela da sua posição podia querer: era linda e estava noiva do solteiro mais cobiçado da cidade. Um longo e desesperante noivado, porém, levou-a a querer romper o compromisso e a tomar as rédeas da sua vida.Clio Whitmore está noiva do Marquês de Granville há oito anos, mas ele está sempre ausente no estrangeiro, levando-a ao desespero por não se sentir desejada. Quando Clio herda um castelo que lhe proporciona independência financeira, decide romper o noivado e iniciar uma nova vida. Para tal, ela terá de convencer Rafe, irmão e procurador do Marquês, a aceitar o fim do noivado. Mas Rafe tem planos para a fazer mudar de ideias, organizando-lhe um casamento de sonho...Ele começa com flores. Um casamento nunca tem flores suficientes... Ele diz-lhe que ela dará uma belíssima noiva… e tenta não imaginá-la como sua.Como conseguirá Rafe convencer Clio a casar-se sem se deixar vencer pelos sentimentos que crescem dentro dele, e que são a cada dia mais fortes?Ele não irá apaixonar-se pela única mulher que nunca poderá beijar nem dizer ser sua. Ou irá?
Boas leituras

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

A prometida do capitão, de Tessa Dare

Maddie conta uma mentira para fugir da sua apresentação à sociedade, devido ao seu receio e incapacidade em lidar com muita gente junta num local. A mentira começou nos seus primeiros anos da adolescência e cresceu com cartas enviadas a um homem, que todos crêem ser o seu apaixonado, inventado por ela. Os anos vão passando e Maddie sente-se mais confortável com a sua vida, herdou propriedade, vive com a sua tia na Escócia, o Capitão norreu, e tenta arranjar trabalho como ilustradora, uma mulher a frente do seu tempo.
 Cresceu de tal maneira esta mentira que passados uns anos,  o Capitão volta para ela, quando todos pensavam que tinha morrido nas lutas com Napoleão, e Maddie fica  muito espantada ... e horrorizada.
Logan volta da guerra e volta com os seus companheiros para a terra que os viu crescer e sair para lutar mas as coisas mudaram de tal maneira que já nada têm para quê voltar: as terras foram transferidas para os ingleses, a maioria da familia dos seus homens morreu com a chegada do tifo e os poucos que restam arrastam-se pelos cantos. De forma a encontrar um sitio melhor para os seus homens Logan procura a sua "noiva" e diz que voltou.

Sinopse:
Maddie é bonita e talentosa, pelo que todos esperam que ela se case em breve. Mas Maddie é muito tímida em relação aos homens, além de ter um medo terrível de espaços públicos e multidões.Para se livrar de ter de ir a festas e ser cortejada, ela inventa um noivo imaginário: um capitão escocês de nome MacKenzie, muito apaixonado e dedicado, a quem escreve cartas onde revela os seus mais íntimos desejos e anseios. Aproveitando as prolongadas ausências do capitão, que vive convenientemente longe por causa da guerra, Maddie vai conseguindo escapar à pressão de se apresentar à sociedade.Anos depois, porém, o inimaginável acontece: o capitão, produto da sua imaginação, aparece-lhe em carne e osso. Este capitão Logan MacKenzie é um soldado atraente, mas rude e selvagem. E o pior de tudo é que tem na sua posse as cartas de Maddie, aquelas que ela escreveu ao seu noivo fictício, e que contêm segredos inconfessáveis.Agora, o capitão pretende fazê-la cumprir todas as promessas que ela lhe fez e que nunca esperou ter de concretizar… 
Boas leituras

sábado, 9 de dezembro de 2017

Uma duquesa (im)perfeita, de Tessa Dare

Livro agradável, de média grossura e lê-se rápido. 
Pauline não tem uma vida fácil, tem dois trabalhos: dentro da propriedade do pai e num bar. O pai não a reconhece como um ser humano, esperava um filho e teve uma filha, têm uma irmã com deficiência, considerada por outros como um estorvo mas para Pauline a irmã é uma benção. Reconhece a sua vida como árdua e com muito trabalho mas mesmo assim esperava mais dela.
Griff está em sofrimento com a perda que sofreu, ninguém sabe nem os seus amigos nem mesmo a pessoa mais chegada da familia, a sua mãe. Perdeu a filha ilegítima poucos dias após o seu nascimento e ficou um homem mudado do libertino rico e playboy do ton para uma sombra, recluso. Sua mãe tenta vários ardis para ele escolher uma noiva, será desta vez que ela consegue?
Sinopse
Spindle Cove é uma pequena vila de jovens solteiras. O sítio perfeito para encontrar uma noiva. Griffin York, o Duque de Halford, não tem qualquer intenção de se casar, mas a sua diabólica mãe obriga-o a escolher uma noiva entre as jovens de Spindle Cove. Griff decide dar uma lição à mãe que acabará de vez com a sua obstinação: a jovem que escolhe para casar é uma criada.Pauline Simms é uma mera criada, mas tem sonhos mais altos, que não envolvem casar. É, por isso, a escolha perfeita para o duque de Halford. Sobrecarregada de trabalho e vivendo com dificuldades, Pauline sonha deixar de ser criada e abrir uma biblioteca, o que parece poder tornar-se realidade quando Griff lhe propõe uma pequena fortuna por uma simples missão. Terá de submeter-se ao «treino para duquesa» da mãe e… falhar redondamente. Conseguirão eles manter-se fiéis às suas convicções? Griff nunca pensou que Pauline, uma mulher tão imperfeita à primeira vista, fosse, afinal, tão corajosa e encantadora. Já Pauline está determinada a ser um completo fracasso perante a sociedade londrina, mas é-lhe difícil ceder aos encantos do duque.Serão eles capazes de resistir às reviravoltas do destino?
Boas leituras