domingo, 28 de julho de 2013

"Whatever", de Lizzie kate

Sempre achei irritante a palavra Whatever, daquelas palavras na língua inglesa, que diz tudo e não diz nada. Atiradas assim sem mais nem menos, aquando de um discussão, dão sempre um toque de charme, e chateiam até dizer chega. O que não me impede que eu própria a utilize (-̮̮̃-̃) (◣_◢) 
Alguns exemplos de imagens foram encontradas pela net, em blogues, várias e variadas versões do mesmo desenho, e a versão original. A primeira encontra-se no blogue In The Pink, a segunda no Tapestry of Dreams, a terceira no Alesia Ellen, e a última foto corresponde ao original de Lizzie Kate.
Esta é a minha versão ƪ(ˆ◡ˆ)ʃ  ou será, quando terminado.

O tecido é mais um do mesmo lote dos tecidos tingidos, adquiridos através do ebay, utilizados tanto no Bonsai como em Vem aí a Primavera... (deixo links para verem os efeitos anteriores) mas agora o fundo vai ser numa cor cinza. Dá um toque de graça ao trabalho, contribuindo para criar contraste entre o que é bordado e o fundo.

sexta-feira, 26 de julho de 2013

Não chores porque ... - update

Aqui fica a palavra Sorri terminada, a parte do ponto cruz já está. Agora vamos às fitas e flores...
 E na pontinha do i ficava amoroso :) um botão em forma de coração.
Acho que tenho, vou procurar.

Novas aquisições

No clube pontos-e-pontinhos, a algum tempo atrás, referiram estas lindas meninas e que têm novas irmãs. Cada desenho é exquisite seja em que versão for mas como ponto cruz é a minha paixão os kits andaram debaixo de olho. No ebay encontrei estes e em alguns casos só o grafico à venda, na serie mais antiga.
Não resisti a duas destas novas meninas, que vêem a caminho desta casa.
The Last Rose

Red wood

Adoro papoilas e achei adorável a forma da rosa.

terça-feira, 23 de julho de 2013

Não chores porque ... - update

Cá está o S completo. Já dá para verificar como ficará a palavra Sorri, não é o efeito que procurava (nem eu sabia qual era) mas também dá.

quinta-feira, 18 de julho de 2013

O centenário que fugiu pela janela e desapareceu

 Acabei de ler este livro do autor Jonas Jonasson, que, por incrivel que me pareça, me pôs um sorriso nos labios ao longo de toda a sua leitura em tão inusitado tema: a velhice. É considerada como o fim da vida, regresso à primeira idade, aqui é demonstrado que pode ser uma aventura. E nós precisamos de aventuras, muitas aventuras  :) (●̮̮̃●̃)(•̪̀●́)

 Inicia-se a história com a fuga pela janela do lar onde se encontrava Allan e ao longo do livro conhecemos o presente, e em retrsopectiva visitamos o seu passado, com muitas históricas e ilustres personalidades do mundo e diversas viagens a paises diferentes, tanto no presente como no passado. A personagem tinha como motto "o que tiver de ser, será" e repudiava tudo o que fosse política e religião, originando alguns acontecimentos engraçados e talvez controversos para alguns, e amava o seu copito.

 No presente encontramos Allan a ser rotulado com diversos epitetos desde idoso, crimonoso mas no fim inocente. Achei engraçado a personagem detetive Aronsson, calma e profissional, que se vê em primeiro lugar à procura de um centenário desaparecido, depois de um centenário desaparecido que pode estar envolvido em três mortes, e no fim torna-se seu amigo.
Recomendo para uma visão diferente daquilo que pode ser  a nossa última idade, recordações e aventuras.
Sinopse:
Um romance hilariante e um fenómeno internacional de vendas a ler sem qualquer moderação! No dia em que Allan Karlsson celebra 100 anos, toda a cidade o aguarda para uma grande festa em sua honra. Mas Allan tem outros planos… Morrer de velho? Sim, mas não ali! Munido de um par de chinelos gastos, joelhos empenados e uma ousadia tremenda, Allan lança-se numa extraordinária aventura, arrastado numa torrente de equívocos e golpes de sorte. E ao mesmo tempo que acompanhamos a sua última viagem (ou será que não?), conhecemos o seu passado, perdido entre guerras, explosões e mulheres fatais – qual delas a mais perigosa!
Boas leituras

terça-feira, 16 de julho de 2013

Não chores porque ... - update

 Voltemos ao que ficou parado, a nível do ponto cruz, o SAL de 2013 da SALgadeira. Não, ainda não encontrei a cera Thread Heaven perdida aqui por casa mas numa daquelas lojinhas daqui da zona encontrei um fio prateado, de marca espanhola, como mostra a foto acima, que acho dará para colocar aqui, e melhor sem a cera.
De inicio utilizei somente um fio prateado com os restantes da meada de cor mas achei pouco brilho e decidi aumentar a quantidade de fios prateados para três a juntar aos três fios de cor.


Vamos ao trabalho... de desmanchar o principio do s.

quinta-feira, 11 de julho de 2013

Workshop Lenço dos Namorados - bordado livre

 Hoje mostro o resultado do outro workshop que fiz no stand da DMC sobre o bordado livre, lenço dos namorados de antiguamente. Neste caso aprende-se a fazer três, no meu caso visto que um deles não atinem muito bem. São eles ponto flor, ponto folha, ponto grilhão e ponto recorte, este último incompleto. No terceiro ponto deu confusão e dor de cabeça para mim, tive dificuldade em dar com ele corretamente. Mas no fim lá consegui e atinei com o bicho.
 Mostro agora o lenço, que já vinha com o transfer do desenho feito, aleluia que senão nem assim ia aos 3 pontos ensinados, são poucas horas dedicadas ao dito. Mostro fotos, primeiro, ponto flor no caule utilizando a cor verde médio n.º 905.
Aqui o pormenor
Segundo, ponto folha, utilizando a cor verde claro.
E terceiro, ponto grilhão em azulão n.º 995, e o ponto recorte, em vermelho n.º 666.
Meus ricos dedinhos, não estou habituada a agulhas com bico pois as de ponto cruz não picam. São rombas.

quarta-feira, 10 de julho de 2013

FIA 2013 e Workshop Amigurumi

A DMC esteve presente na FIA deste ano como normalmente. Apresentava vários workshops sobre matérias diferentes que nos poderiamos inscrever e ver in loco uma nova técnica, ou novos produtos lançados no mercado pela marca. Aqui também fiquei a conhecer em maior detalhe a nova academia que funciona na baixa de Lisboa, que tem aulas tanto em horário laboral como em horário pó-laboral.
 Gostei tanto da ideia dos workshops que me inscrevi em dois. Hoje apresento o meu boneco, se é que podemos chamar a isto boneco, visto estar muito incompleto. O original que escolhi para fazer no workshop DMC - Bichinhos em crochet foi o do mocho, havia ainda o cão e a tartaruga como exemplos à escolha. As fotos abaixo mostram o meu modelito, não é giro?
  Verdade seja dita, o workshop começou às 18h e não é possível finalizar o bonequinho durante o tempo estipulado para o dito, e mesmo assim fiquei até às 20h, inico do workshop a seguir, mas depois teve mesmo de ser. Mas como já não fazia crochet faz algum tempo, e isto era novidade para mim, ficou talvez em metade feito. Segue fotos desde o seu inicio, iniciando na bolinha com 3 cm a novidade para mim pois só sei fazer abertos e fechados, até ao fim.
 E aqui foto de como o deixei, parece um copo.
Ah e o resto está na revista Mãos de Fada Especial.
Boa visita a FIA

segunda-feira, 8 de julho de 2013

Vem aí a Primavera... - finalizado

Cá está ele terminado. Finalmente acabei. Após inumeros enganos e improvisos, decidi não desfazer e refazer, podia danificar o tecido, que é mal empregado sem dúvida. E a graça aqui é mesmo o tom do tecido.
Pormenores

E agora voltamos ao SAlgadeira e ver se atino com as flores.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

Bonsai e Suculentas

Devido ao calor faz algum tempo que tive de trazer o bonsai para dentro de casa. Não se estava a dar bem com sol e calor diariamente, apresentava folhas secas e poucos rebentos novos. Ainda pensei que fosse falta de água mas não. A serissa é uma planta que não gosta de sol intenso, e ainda mais directamente na sua pessoa. 


No meio deste emaranhado de troncos cá está ele outra vez, o cogumelo voltou. E tenho também uma aranha para ali escondida que faz teia atrás de teia, que eu limpo cada vez que dou água a Serissa. Não é um dos parasitas normais do bonsai mas sim uma aranha "doméstica" que se empoleirou aqui, achou-o como um bom sitio, e não a consigo apanhar
Mostro também as suculentas, que acho que vão pelo mesmo caminho, não tem evolução nenhuma.


Somente se aguentaram estas duas, as outras com muita pena minha não se aguentaram Muff.