terça-feira, 29 de abril de 2014

Morte na Pérsia, de Annemarie Schwarzenback

O que dizer? 
Gostei mas expressá-lo é mais dificil. Só lendo se tem noção do que nos é expresso em cada palavra sentimentos tristes e de desespero perante a realidade. Remete-nos para variadas circunstâncias na vida da personagem, infelizmente nenhuma feliz mas certas dicotomias têm realce. Sempre relacionadas com a morte, tristeza, melancolia e inacção. Sensação de solidão, mesmo quando acompanhada por outros, melancolia e "consolada" com a morte, própria e dos outros ao seu redor, pessimismo na natureza humana, manda tudo  abaixo visão derrotista, não fosse temporalmente localizada durante a guerra, um período conturbado.
Sinopse:
"Morte na Pérsia", livro escrito na primeira metade dos anos 30 mas que se manteria inédito até 1995, é um relato de viagens como nenhum outro. Annemarie parte para tentar escapar à ascensão alarmante do nazismo na Europa mas também à família, à infelicidade amorosa e à sua própria depressão. Empreende assim uma viagem em que se depara com a impossibilidade radical de fugir de si mesma. As paisagens persas adquirem as tonalidades da melancolia e da angústia da escritora. É esta viagem, simultaneamente por estrada e pelos atalhos mais recônditos da alma humana, que faz de "Morte na Pérsia" um livro comovente.
Boas leituras

Frases indiscutivelmente verdadeiras

"- Porque é que tens medo?
-Tu sabes. Não sou feliz.
Pensámos sobre o que a palavra «felicidade» quer dizer, e por que razão alguns compreendem o seu sentido, que a outros é recusado uma vida inteira.
-Talvez seja preciso lutar pela felicidade - disse eu, - mas temos de lutar por tantas outras coisas, e além disso a felicidade é um adversário invisível.
(...)
-As pessoas dizem que procuram a felicidade. Mas como se procura uma coisa desconhecida, uma coisa remota, que não conseguimos imaginar...?
(...)
Queríamos falar de felicidade, e nem notámos que era na morte que pensávamos..."
in Schwarzenbach, Annemarie. (2010) Morte na Pérsia. Edições Tinta da China. Lisboa. Pág. 100-101

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Gola circular - terminada

Após alguns contratempos com a cor em falta, substituição para um outro azul, e procurá-lo, rematar, enfim... aqui está a gola finalizada.

Um pouco desapontada, ficou muito mais largo do que estava a espera, apesar de somente colocar malhas suficientes para dar a volta ao pescoço, mas, tal como está na foto, posso sempre dar-lhe duas voltas. É também pequeno na sua largura pensei que taparia mais em altura no pescoço. À segunda é de vez :) espero
Bom feriado e bom fim de semana

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Sabotagem

É como se fosse sexta-feira e temos fim de semana grande, fomos ao cinema, para variar. Cravei o bilhete a alguém. :)   Nota-se que o ator Arnold já tem algumas dificuldades fisicas, e aparenta a idade que tem,  previsivel na contagem de corpos, e desfecho.
Sinopse:
In "Sabotage," Arnold Schwarzengger leads an elite DEA task force that takes on the world's deadliest drug cartels. When the team successfully executes a high-stakes raid on a cartel safe house, they think their work is done -- until, one-by-one, the ten members mysteriously start to be eliminated.

domingo, 20 de abril de 2014

¸.•´♥¨`*•✿(ˆ◡ˆ)¸.•`♥*•✿
este smile é adorável, bem apropriado para a Primavera

Wilder, de Christina Dodd (The Chosen Ones #5)

Como já tinha lido a série The Darkness Chosen da mesma autora, que amei, e aqui existe o seguimento de alguns desses personagens, bem como novos. Relata o que aconteceu após a vitória da familia Wilder (Varinski) com o tratado do Diabo e seus acólitos malvados, da mesma familia Varinski. Infelizmente este não é o primeiro livro, e já estamos quase no fim. Os sete magnificos atacam e destroem o mal no seu dia-a-dia mas o mal ainda governa.
Falta descobrir o último desses escolhidos, bem como respetiva cara-metade, para conseguirem acabar de vez com ele, ou pelo menos durante o próximo reinado de mil anos. Aqui encontramos Charisma, é uma dos escolhidos, com aptidão para a Terra, e durante uma luta se perde nos tuneis da Terra sendo atacada por demónios. Salva pelo nosso herói, que ainda não o sabe. Ele sofreu vários acontecimentos na sua vida que o transformam não só psicológicamente bem como fisicamente. E aos poucos vão sendo superados.
Sinopse:
As a young man, Aleksandr Wilder abandoned his duty--and for that lapse, he was tortured, tormented ... and transformed. Now he prowls the tunnels beneath the city, fighting on the frontline against the forces of hell, never daring to dream that he can live as a man again.
After seven years fighting the world's ultimate evil, Chosen One Charisma Fangorn has become a tough, strong warrior without illusions or joy...even her gift of hearing the earthsong has faded. Deaf to her own instincts, she never suspects that a monster lurks in the dark underneath the streets.
When Aleksandr finds Charisma under attack, he rescues and cares for her, and hope stirs once more in his heart...and in the world. But in the secret recesses of his soul, he knows the truth. A woman so exceptional could never love a beast...could she?
Boas leituras

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Bitten

Durante o fim de semana prolongado estive a ver episódios de uma série canadiana. Achei engraçada esta série sobre uma lobisomen, alta e loira, pertencente a uma matilha, que quer uma vida normal, e no entretanto ataca tudo e todos :)
Episódios:
- 1 - Summons
Elena, a werewolf trying to live a normal life, is summoned home by Jeremy the leader of her Pack when they come under attack by an unknown enemy. But returning to Stonehaven means facing Clayton Danvers, the only man Elena has ever loved, and the one who betrayed her by changing her into a werewolf.
- 2 - Produgal
Elena tries to keep Clayton at arms length, but he lets her know he'll do whatever it takes to get her back in his life for good. Elena uses the search for the deadly "mutt" as a distraction from her complicated personal life, but things get worse when a second dead body is found on Stonehaven's property.
- 3 - Trespass
Elena and Clayton fall back into old patterns from their former relationship, which causes alarm for Elena who wants to forget the past. Together, they track down the Mutt at a warehouse, but find themselves in a sticky situation when the Mutt shifts to a wolf.
- 4 - Grief
Elena and Clay must put aside their growing sexual frustration as they team up to discover who and why someone has turned serial killers into werewolves.
- 5 - Bitten
Elena is overcome by her remembrance of her love affair with Clayton and how he betrayed her trust by changing her into a werewolf to make her his mate, but still defends him from those who accuse him of being behind the murders. Meanwhile, a former Pack member and rival to Clayton returns with information about the Mutt plot.
- 6 - Committed
Elena leaves Stonehaven to return to Toronto, but Santos follows her and offers her a deal to escape from the Pack. Back at the Pack's home, Jeremy is challenged for control of his fellow werewolves.

- 7 - Stalking
Daniel Santos is now revealed as the leader of the mutt uprising, and he requests a meet with the Pack to discuss a potential truce. The Pack sees the meet as an opportunity to trap the rebelling Mutts but once again, the mutts are one step ahead of them and some of the Pack end up being hurt.
- 8 - Prisoner
Elena discovers that Jeremy was stabbed with a poisoned blade. In order to find out the type of poison used, Elena tracks down the girl who stabbed Jeremy. Clayton uses various tactics to try and get Cain to reveal where the Mutts are located. Although unsuccessful, Clayton does get Cain to reveal that Santos has hired Jimmy Koenig to go after the Pack.
- 9 - Vengeance
Jimmy calls Jeremy for a meeting to end the fight old-school. They fought. Jimmy was about to kill Jeremy but Nick steped in at time to finish Jimmy off. Elena is attacked by a mutt. Meanwhile, Philip confronts Logan to ask if he was having an affair with Elena, because of the video of the werewolves that was shot at the night they were on a run.
- 10 - Descent
Elena returns to Toronto for her photography show with Clay at her side as protection (by Jeremy's orders). She is surprised by Philip, who knows her relationship with Clay is deeper than she's confessed in the past – curious to get to the bottom of it, Philip insists Clay stay with them at the apartment. As the two men sniff each other out, each with their own agenda, Elena tries to prevent her two worlds from colliding. At the art show, Elena is blindsided when Victor Olson, her former child abuser, shows up. Even more terrifying, he's now a Mutt. Philip, already loaded for bear, steps in to protect and defend Elena's honor, taking out all of his frustration and rage on a seemingly helpless Olson. Outside the gallery, Clay confronts Santos, threatening to kill him and end the uprising in its tracks, when a horrified Diane interrupts. Santos manages to escape just as Olson flees the gallery. The evening ends with Philip demanding the truth about Elena and Clay's relationship. When she reveals that they were former lovers and had been engaged, Philip storms out and Elena feels her worlds imploding.
- 11 - Settling
Clay and Elena are at Philip's apartment and while they wait for Jeremy and the rest of the pack to arrive, Clay reveals to Elena that the Mutts are after her. Philip arrives back at his apartment and decides to propose to Elena. Elena rebuffs his proposal and secretly sneaks out to seek counsel from Logan. Logan decides to leave the pack, but after he is attacked by Karl Marsten and Thomas LeBlanc, he asks Rachel to take him back to Stonehaven. Under James Williams' orders, Daniel Santos and Victor Olsen head to Philip's apartment in search of Elena, and in the ensuing fight with Clay and Philip, Elena changes to her wolf form to save Philip. However, Santos and Olsen manage to drug Clay and capture him.
- 12 - Caged
Jeremy and Nick meet up with Elena and convince her to return to Stonehaven to regroup. Meanwhile, Clay is tortured by Daniel Santos and his group of mutts. Santos reveals his original intention was to capture Elena and user her as a pawn to force Jeremy to relinquish his control as Alpha as per James Williams orders. Rachel brings Logan to Stonehaven, where Jeremy helps him to recuperate from his injuries. Meanwhile, Jeremy imprisons Elena to prevent her from meeting up with Santos. When Jeremy leaves to search for Santos, Logan frees Elena and she eventually meets up with Santos to find out what his demands are. Santos reveals his desire to mate with Elena in exchange for Clay's freedom. Elena captures Victor Olsen and convinces him to reveal where the Mutts are hiding Clay, and kills him in the process. Elena frees Clay and together they escape from the Mutts. Jeremy reveals to Elena that Clay bit her in order to save her from being killed by him.
- 13 - Ready
James Williams directs Santos to recruit more mutts to attack StoneHaven. Logan takes Rachel to a motel and leaves her there in hopes of keeping her away from the coming battle but tired of waiting, Rachel leaves the motel and is captured by the Mutts, who use her as a decoy to start the battle to take StoneHaven. Just before the battle, Jeremy tells Nick that he knows where Nick's mother is located. Logan arrives back at StoneHaven to help Jeremy and the rest of the Pack fight the mutts. Elena is captured by LeBlanc, but is saved by Marsten, who has a change of heart. Believing that the mutts have the upper hand in the battle, Williams and Santos enter StoneHaven, but Williams disappears, and Santos winds up being cornered by the Pack. Elena kills Santos. The pack defeats the mutts, but instead of admitting defeat, James Williams confronts Jeremy and reveals his intention to take Elena. In the chaos of the battle, Rachel is kidnapped by James Williams who turns out to be Malcolm Danvers, Jeremy's father. Elena discovers the head of Philip and screams.
Boa Páscoa e Bom domingo pessoal

terça-feira, 15 de abril de 2014

Frases indiscutivelmente verdadeiras

"A grande praça de Tedzriz estava vazia, tirando uns poucos fiacres com os seus cavalos brancos e famintos que pareciam anestesiados à torreira do sol. Vi o oficial cruzar a praça vazia, através de luz trémula e saturada de poeira. No outro lado da praça assomou um guarda que acenava com o braço num sinal que claramente se dirigia a mim. Mas decerto não esperava que eu fosse ter com ele - com este calor cada um tem já muito que fazer consigo próprio."
in Schwarzenbach, Annemarie. (2010) Morte na Pérsia. Edições Tinta da China. Lisboa. Pág. 20

domingo, 13 de abril de 2014

Washi tape - caixa

Na semana passada o que se falava no grupo Pontos e Pontinhos era sobre um material especifico, chamado washi tape, utilizado nas técnicas de scrapbooking maioritariamente. Mas ao pesquisar pela net, este mundo dentro do mundo, encontra-se outras possibilidades de criatividade utilizando este material. Definição encontrada na Wikipedia:
Washi (和紙?) is a style of paper that was first made in Japan. Washi is commonly made using fibers from the bark of thegampi tree, the mitsumata shrub (Edgeworthia chrysantha), or the paper mulberry, but also can be made using bamboo,hemprice, and wheatWashi comes from wa meaning Japanese and shi meaning paper, and the term is used to describe paper made by hand in the traditional manner.
Washi is generally tougher than ordinary paper made from wood pulp, and is used in many traditional arts. OrigamiShodo, and Ukiyo-e were all produced using washi. Washi was also used to make various everyday goods like clothes, household goods, and toys as well as vestments and ritual objects for Shinto priests and statues of Buddha. It was even used to makewreaths that were given to winners in the 1998 Winter Paralympics. Several kinds of washi, referred to collectively asJapanese tissue, are used in the conservation and mending of books.
Alguns exemplos, em fotos:

Como fiz a minha caixa, quadrada, de paper mache. Preparação:
- Passar a mão pela superficie da peça, retirando pó e impurezas, como a minha caixa é de paper mache decidi colocar o fundo da caixa, a parte debaixo na cor vermelho, da Titan Acualux. Conjuga melhor com o padrão que escolhi da washi tape. Dar duas demãos de tinta. Depois colocar de lado e deixar secar.

-  Vamos para a tampa e antes de colar temos de pintar a superficie de branco pois as washi tape são transparentes. Escolhi a cor branca mas podem usar a base de artesanato, tem o mesmo efeito. Aqui com a fita começar a colar no sentido mais longo de comprimento e deixar só um niquinho abaixo do fim da caixa, não é necessário dobrar a fita e meter para dentro da tampa pois irá descoalr. Será feito após todo o tampo os lados com a mesma fita, sobrepondo no fim para rematar e dar um maior efeito. Apanhar bem toda a superficie de cada lado de forma a não deixar a cor branca à vista.

- Agora com o nosso padrão de washi tape na tampa podemos decorar como quisermos. Decidi colar, com tinta vitral, algumas flores nos cantos e depois ainda saindo do conjunto pontos redondos das cores que utilizei.


Bons trabalhos :) e muita criatividade.

sábado, 12 de abril de 2014

O Mundo Encantado de Beatrix Potter

Adorei, adorei. Livro pequeno mas com uma muito boa história. Leitura rápida e inesquecível. O isolamento do mundo, na época vitoriana, foi o que Beatrix fez como forma de fugir da realidade e suas regras. Ao fazê-lo saiu fora da zona de conforto a que estava habituada e encontrou outro amor além dos seus desenhos. Devido a conformar-se com a sua solidão e fuga às regras existentes, criou um mundo à parte enrolado em inocência e coisas boas.
Como as histórias deveriam ser. 
Sinopse:
Um livro sobre a descoberta do amor... Este livro é a adaptação para romance do guião do filme “O Mundo Encantado de Beatrix Potter”, escrito pelo guionista Richard Maltby, Jr. Descreve a vida e obra de Beatrix Potter, a autora e ilustradora de bestsellers infantis cujo conto mais famoso é "A História do Pedrito Coelho". A imaginação e o talento para pintar foram a única fuga de Beatrix Potter a uma rotina controlada. Beatrix era uma solteirona de 30 anos, da classe média-alta inglesa da época vitoriana, cujas únicas experiências de vida dependiam das personagens que criava. A publicação dos seus livros infantis, o primeiro dos quais foi “The Tale of Peter Rabbit”, catapultou-a para um novo mundo, onde pela primeira vez experimentou o sucesso, a independência e, o mais inesperado de tudo, o amor.
Boas leituras

Claimed By The Pack

Achei o enredo interessante mas foi só. A dominação por parte dele e contra-dominação, mais subtil, por parte dela.
Sinopse:
The rising of the Blue Moon will lead the Pack to their destined mates… but some women are hard to claim. Alpha to the bone, Cajun shifter Dag Breaux must find his Blue Moon bride to preserve his humanity. Each passing day sees him lost further and further in the shift, more wolf than man. Emotions and feelings are foreign territory for Dag and all he has to offer his newfound female is raw, passionate sex and protection from the centuries-old vampire stalking the Louisiana bayou.
Bayou mechanic Riley Jones stands on her own two feet. Always. She doesn’t need or want Dag’s infuriating brand of protection. Plus, she has secrets of her own that she’s desperate to keep. But there’s no denying the passion that burns between them and in the arms of her rough and tough shifter she discovers a darkly sensuous, no-holds-barred loving. When the vampire threatens Riley’s nearest and dearest, she must ask herself if resisting Dag’s mate claim is worth losing everything she cares about… or if teaching her wolf to love is worth the risk.
Boas leituras

domingo, 6 de abril de 2014

Gola circular - continuação

Mostro os avanços do meu trabalho de tricot pois consegui finalizar o novelo hoje. As cores deste novelo são uma graça e fica uma gola com efeito giro.

Até foi rápido mas admito que ali no meio certas malhas cairam, e tenho alguns erros ops...
Primeira aprendizagem.

quinta-feira, 3 de abril de 2014

O profundo silêncio das manhãs de domingo

Não, não foi lido num domingo e é de um autor português, desconhecia. Promete...
Capitulos curtos mas que estão cheio de vida, de significado, directos e ocultos. De uma visão diferente de ver a mesma coisa, tarefas e objectos mundanos da zona do Porto, possivelmente. Visto de uma tal janela e nuns domingos que na imaginação do autor se transfomam, criam alternativas ao seu conteúdo, a aparente função ou destino que têm. Daí se tranformar de uma mulher que assa castanhas para uma que cria nuvens e nevoeiro :)
Sinopse:
Domingo é um dia silencioso, já o sabíamos. Na serenidade dessas manhãs, porém, podem escutar-se melhor as histórias que o autor conta - a vida das pessoas quase iguais a nós, personagens desses profundos Domingos.
Boas leituras

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Gola circular

Uma colega, lá do trabalho, sabe fazer tricot e conversa puxa conversa começamos a incluir este tema até que chegou a certa altura em que ela disse traz agulha circular e novelo e começamos. Bem dito bem feito.
Mostro o inicio do meu tricot, vou fazer uma gola em formato circular, daquelas que depois não é necessário unir as duas pontas. Escolhi um novelo, que para ali tinha, 100% acrilico, nesta cor bonita, que esta na imagem, de azuis e castanhos. E se não estiver em erro será feito no ponto liga, acho.

Minha mãe, quando eramos miúdas, ensinou às filhas crochet, costura e tricot tal como se usava na altura. No crochet de vez em quando fui pegando um pouco, aqui e acolá, e retive esse pouco conhecimento enquanto que o outro sobre tricot perdeu-se. Ao pegar neste não me lembrei de nada e não me peçam para dizer como se faz... porque eu já não me lembro.

Frases indiscutivelmente verdadeiras

"O tempo pára, porém: é um comboio que se segue em direcção ao poente e que não se detém em estações ou apeadeiros, viagem só de ida, entre matas de eucaliptos e ribeiros mansos. O tempo não pára e marca o seu próprio ritmo, ainda que pareça suspenso no momento em que Marta e Ana se beijam na boca e sorriem.  Não se amam sequer, Ana e Marta, apenas se beijam  para aproveitar o tempo que passa, para que o mundo veja que são jovens e bonitas e rijas as carnes delas, perfumadas as suas bocas, frutas maduras os seios que roçam um no outro, os de Ana nos de Marta, e vice-versa; apenas se beijam porque a beleza é perecível e transitória e nenhuma delas sabe quanto tempo dura tal prenda - nem querem saber."
in Marmelo, Manuel Jorge. (2007) O Profundo Silêncio das Manhãs de Domingo. Colecção Inéditos Sábado. Edição Quasi. Vila Nova de Famalicão. Pág. 97