domingo, 30 de setembro de 2018

Ferrugem Americana

Leitura diferente mas interessante.
História contada a várias vozes mas centrada, num momento da vida, de Billy Poe e Isaac English, numa pequena comunidade norte-americana na região da Pennsylvania, que era na sua maioria da indústria metalúrgica mas que se encontra agora em declínio. Outrora uma cidade rica que depressa se tornou em ruínas, aqueles que poderem fugiram procurando o mesmo tipo de trabalho para onde ele foi mas os outros, procuram trabalho e uma vida decente onde podem numa comunidade em desgraça. Definitivamente não se encontra aqui o sonho americano mas o seu contrário.
Esse momento da vida faz com que encontremos os amigos Billy e English numa despedida onde English tenta partir e deixar o seu pai. O pai está preso numa cadeira de rodas, devido a uma acidente na metalúrgica, e cuidava sozinho dele até desejar partir para a faculdade ou para... O Isaac tem uma irmã, Lee English, mas que, aquando do suicídio da mãe, foi para a faculdade e mais tarde casou-se por lá não avisando a familia.
Billy, amigo de Isaac, jogava muito bem desporto e foi a estrela desportiva do seu liceu, poderia ter uma bolsa de desporto para faculdade, mas acabou por ficar por casa "olhando" pela mãe, Grace, e os arrufos com o seu pai, Virgil, (que a rouba e a trai com outras) mas ele acaba sempre por se envolver em situações pouco aconselháveis e nem sempre legais.
Personagens muito bem caracterizadas, em que nos apercebemos que a má sorte não aparece por um único motivo mas sim a junção de várias situações ou consequências que acabam por desgastar uma pessoa e impedindo-a de seguir em frente com os seus sonhos.
Sinopse:
Passado na Pensilvânia, num cenário de grande beleza mas economicamente destruído, é um livro sobre a perda do sonho americano e do desespero - bem como da amizade, lealdade e amor - que dela advêm. Esta é a história de dois rapazes ligados à cidade pela família, responsabilidade, inércia e beleza, que sonham com um futuro para além das fábricas e das casas abandonadas. Isaac English é deixado a tomar conta do pai depois do suicídio da mãe e de a irmã ter fugido para a universidade de Yale. Quando finalmente decide partir, acompanhado pelo seu melhor amigo, o temperamental Billy Poe, antiga estrela do futebol do liceu, são apanhados num terrível acto de violência que muda as suas vidas para sempre. Ferrugem Americana, evocativa dos romances de Steinbeck, leva-nos ao coração da América contemporânea num momento de profunda inquietação e incerteza quanto ao futuro. Trata-se de um romance negro mas lúcido e comovente, acerca da desolação que se bate com o nosso desejo de transcendência e acerca da capacidade salvadora do amor e da amizade. 
Boas leituras

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

Nudez mortal (In Death #1)

Leitura rapidíssima mas agradável.
Mais um da série, este é o primeiro volume para dizer a verdade pois comecei pelo seu segundo Glória Mortal. Aqui neste livro conhecemos Eve, detective da polícia que foi designada para um caso mediático, a morte da filha do governador uma prostituta. gostei mais do segundo volume.
Sinopse:
Eve Dallas é tenente da polícia de Nova York e persegue um assassino implacável. Em mais de dez anos de profissão, ela já viu tudo — e sabe que a sua sobrevivência depende do seu instinto. E é precisamente esse instinto que ela tem de ignorar quando se envolvecom Roarke, um bilionário irlandês, principal suspeito na investigação de Eve. Mas a paixão e a sedução têm as suas próprias regras e só depende de Eve arriscar-se ou não nos braços de um homem sobre o qual nada sabe, excepto que deseja loucamente a sua companhia... e tudo o que isso acarreta! 

Boas leituras

Campo Pequeno - Feira de artesanato

 Olá
Um bom dia para dar uma voltinha pelo Campo Pequeno, visitar a feira de artesanato no local, apanhar um sol.
O que veio para casa, doces na sua maioria.
Até breve

domingo, 23 de setembro de 2018

Glória mortal (In Death #2)

Leitura rápida e interessante.
Gostei bastante da personagem Eve, a inspectora da polícia, determinada e muito prática em várias situações da sua vida tanto profissional como pessoal. 
Gostei mais ainda das invenções faladas no livro, passado num futuro distante, que me ajudariam imenso no dia-a-dia como um secador corporal, carros voadores e o melhor o autochef, para fazer a minha comida mas aceitaria qualquer uma delas na realidade. Recomendo.
Sinopse:
A primeira vítima foi encontrada num passeio à chuva. A segunda foi morta no próprio apartamento. Eve Dallas, tenente da polícia de Nova Iorque, não tem dificuldade em ligar os dois crimes. Afinal, ambas as mulheres eram bonitas, famosas, e as suas vidas e amores glamorosos enchiam as capas das revistas. As suas relações íntimas com homens poderosos dão a Eve uma longa lista de suspeitos, incluindo Roarke, o seu próprio companheiro. Como mulher, Eve tem toda a confiança no homem que partilha a sua cama. Mas como polícia, é sua obrigação seguir todas as pistas… investigar todos os rumores escandalosos… explorar todas as paixões secretas, por mais obscuras que sejam. Ou perigosas! 
Boas leituras

sábado, 22 de setembro de 2018

tudo vale a pena se a alma não é pequena




Quando estiveres triste, sonha

Leitura rápida e triste.
Apresentam-nos uma família típica americana, a familia Heaney, constituída por um casal com 3 filhas, duas mais crescidas que já trabalham, e dois irmãos mais novos. As meninas Louise e Kitty já trabalham e ajudam com as despesas da casa, ambas têm namorados que se alistaram e partem para a guerra no inicio do livro, visitando uma vez durante a guerra.
Kitty empresta a sua voz para o principio de uma nova consciência feminina, que apareceu aquando a segunda Grande Guerra Mundial e o inicio das mulheres no trabalho nas fábrica e num percurso laboral, não em suas casas. Vemos o seu crescimento interior e emocional ao ser confrontada com a guerra e o dia-a-dia na América, com escassos bens existentes e as pessoas que conhecem a desaparecer aos poucos, a forma como as mulheres que se vestem de maneira diferente são tratadas.
Sinopse:
Kitty e Louise Heaney despedem-se dos respectivos namorados, Julian e Michael, que vão combater na Segunda Guerra Mundial. As irmãs Heaney sentam-se à mesa da cozinha, todas as noites, para escrever cartas: Louise, ao noivo; Kitty, ao homem de quem anseia ardentemente receber um pedido de casamento; e a terceira, Tish Heaney, a um grupo de homens, sempre diferente, que ela vai conhecendo nos bailes da United Service Organization. Nas cartas que as irmãs enviam e recebem, há imagens fugazes e íntimas da vida, tanto na frente de batalha, como em casa. Para Kitty, uma jovem confiante e voluntariosa, a partida do namorado e as lições que aprende sobre amor, resistência e guerra trarão uma surpresa e revelarão um segredo, levando-a a uma acção radical em nome das pessoas que ama, que transformará para sempre a família Heaney. As consequências perenes das escolhas que as irmãs fazem são o centro deste magnífico romance sobre o poder do amor e a força duradoura da família. 
boas leituras

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

A paixão

Leitura assim assim.
Aurora casa com o desconhecido Nicholas, na bela ilha de para o ajudar e poder retribuir cuidando da sua meia irmã. Era suposto durar somente uma noite e depois seria uma viúva, fugindo dos planos do seu pai de a casar com um velho aristocrata e garantindo um dote pelo seu casamento e poder de forma confortável.
Os planos são mudados pelo marido, que mesmo existindo uma guerra entre a Inglaterra e a América, a vem visitar disfarçado de um primo seu para a convencer a voltar para a América consigo.
Sinopse:
Para evitar casar-se com um homem com o dobro de sua idade, Lady Aurora Demming viaja, com o seu primo, para as colónias. Ali conhece Nicholas Sabine, capitão de um navio acusado de traição e pirataria que foi condenado a morrer na forca no dia seguinte. No primeiro momento que vê os seus olhos, tenta salvá-lo, embora pouco possa fazer na sua posição. Mas Nicholas a deixará assombrada quando a pede um estranho favor: que se case com ele, para ser sua viúva, e cuidar da sua irmã mais nova já que, no momento em que o executarem, ficará sem ninguém que para a cuidar. Aurora aceita, em parte intrigada por este homem e em parte para poder evitar o casamento arrumado. Mas esta união não só é um acordo, precisa se consumar para evitar que possa ser anulado. Assim ambos serão marido e mulher durante um dia… E uma gloriosa noite. Uma vez viúva, Aurora retorna a Londres com a irmã de Nicholas sob seu cuidado, a fortuna que herdou do seu falecido marido e um monte de lembranças da noite que passaram juntos. Mas o que ninguém sabe é que Nicholas não morreu. Com a ajuda do primo de Aurora conseguiu evitar a forca e esconder-se. Agora, regressado, insistirá para que Aurora honre seus votos… Atormentando-a nos seus sonhos com promessas de um desejo proibido. 
Boas leituras

Caffé amore

Leitura rápida para um livro de tamanho médio e triste.
História dividida em duas partes, a primeira parte foca-se em Itália num período da história caracterizado pela falta de recursos e por famílias numerosas e aqui conhecemos a primogénita de Erminio e Pepina, Maria Domenica, e irmã para mais quatro. Maria Domenica tem a sua vida planeada a sua frente pela mãe e uma sua amiga, casará com o seu filho Marco e viveram na parte mais afastada da quinta dos pais de Marco. Maria Domenica é uma rapariga trabalhadora, consegue apontar nos outros as suas falhas mas vê em si um beco sem saída, que não ama Marco nem o deseja. Consegue ver além da sua aldeia de San Guillio, olhando para as pinturas do café de toda a arte de Itália representada, meio alterada, pensa ir mais longe mas as circunstâncias mudam-lhe a vontade.
Segunda parte, Maria Domenica e e a sua filha de quatro anos, Chiara, estão em Inglaterra, num lugar onde Judas perdeu as botas, e a trabalhar numa piscina com café. Procura pelo seu amor, o pai da sua filha, mas encontra outro amor pelo caminho. Muda de rumo e casa-se com o seu novo amor.
Anos mais tarde vemos Chiara que acabou de lançar um livro sobre culinária tipicamente inglesa e compromete-se com a sua editora com um livro sobre pão. Este livro faz com que procure as suas raízes italianas e encontre por reflexo a sua família, tanto materna como paterna.
Sinopse:
Amor, Itália e pasta são os ingredientes indispensáveis para o mais saboroso romance deste Verão.Itália, 1964. Maria Domenica é a filha mais velha de Pepina e Erminio Carrozza, uma família de agricultores da pequena aldeia de San Giulio. Aos dezasseis anos, a vida de Maria está limitada à cozinha da sua mãe e ao Caffe Angeli, um local de convívio, de café intenso e do famoso ricotta sfolgliatelle.Os pais de Maria têm grandes expectativas para a sua bela primogénita, mas ela tem outros planos… entre eles, uma fuga para Roma. Um ano depois, Maria está grávida de oito meses e vê-se obrigada a regressar a San Giulio, onde a espera um casamento de fachada. Mas Maria não desiste de procurar uma nova vida para si e para a sua filha, Chiara, mesmo que isso signifique ir contra as convenções e tradições, e rapidamente volta a fugir, desta vez para a Grã-Bretanha. Muitos anos mais tarde, vai ser Chiara a regressar a San Giulio, onde descobre que a vida simples que procura não é tão simples como parece - principalmente no que diz respeito ao passado.Repleto de personagens fascinantes, paisagens belíssimas, cheiros e sabores tentadores, Caffè Amore retrata de forma magnífica o universo feminino, num claro piscar de olhos a obras como Chocolate, de Joanne Harris. 
Boas leituras

sábado, 8 de setembro de 2018

The Mane Squeeze (Pride #4)

Leitura rápida, divertida e meio amalucada mas eu adoro esta série.
Aqui temos a história de Gwen e Lock, ela é um cruzamento entre leão/tigre= ligre e ele um urso, a autora dá sempre às suas personagens características dos animais que entram na história, o que as vezes pode transformar as coisas em algo hilariante. E aqui os humanos podem transformar-se nos animais e alguns com características diferentes dos verdadeiros animais.
O romance entre os dois é engendrado pelos amigos do casal que acham que fazem um bom par juntos. Após algumas peripécias como serem perseguidos por um alcateia de tigres inimigos, um jogo de hóquei em patins, feminino, com direito a dentadas e arrancar cabelo, ser perseguido/discriminado por ser híbrido incluído alguns membros da sua família, e afins.
Diálogos lógicos, ou talvez não tão lógicos e extremamente hilariantes, se tivermos em consideração que o romance centra-se à volta de um urso e ligre e o seu dia-a-dia para se conhecerem. Gwen, a ligre, foge dos médicos, tem pavor pois vão-lhe roubar os seus órgãos e então nem entra em hospitais, tem que ser drogada para lá ir mesmo que esteja a esvaziar-se em sangue. Lock é uma paz de alma mas quando se assusta, fica desorientado e o instinto entra em funcionamento, alerta para todos os que estiverem a mão pois vão ser agarrados e se não ficarem quietos vai doer.
Sinopse:
Growing up on the tough Philly streets, Gwen O'Neill has learned how to fend for herself. But what is she supposed to do with a nice, suburban Jersey boy in the form of a massive Grizzly shifter? Especially one with a rather unhealthy fetish for honey, moose, and…uh…well, her. Yet despite his menacing ursine growl and four-inch claws, Gwen finds Lachlan "Lock" MacRyrie cute and really sweet. He actually watches out for her, protects her, and unlike the rest of her out-of-control family manages not to morbidly embarrass her. Too bad cats don't believe in forever.At nearly seven feet tall, Lock is used to people responding to him in two ways: screaming and running away. Gwen-half lioness, half tigress, all kick-ass-does neither. She's sexy beyond belief and smart as hell, but she's a born protector. Watching out for the family and friends closest to her but missing the fact that she's being stalked by a murderous enemy who doesn't like hybrids…and absolutely hates Gwen. Lock probably shouldn't get involved, but he will. Why? Because this is Gwen-and no matter what the hissing, roaring, drape destroying feline says about not being ready to settle down, Lock knows he can't simply walk away. Not when she's come to mean absolutely everything to him. 
Boas leituras

terça-feira, 4 de setembro de 2018

mais um baktus #5

Olá
Após as férias de volta ao trabalho e aos trabalhos manuais, iniciei mais um cachecol/baktus, novelo da marca Catania, 100% algodão, na cor 100, um amarelinho claro, e estou utilizando agulha nº 3. O fio é um fio grosso e que não desfia o que é ótimo.
Irei começar com o 2º novelo.
Até breve