sábado, 26 de outubro de 2013

Pablo Alborán

Advinhem quem foi para o Campo Pequeno e que se assustou com a quantidade de filas de pessoas que lá estavam. Tudo para ver este rapaz cantar.









Fora uma vozinha esganiçada no fundo da galeria e algumas pessoas que cantarolavam as suas músicas gostei.



sábado, 19 de outubro de 2013

Suculentas ...

Uma afoguei-a, ela não se deu bem com muita água que lhe dei e a outra está assim.

A sobrevivente :)

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Troca da Cor (O que recebi)

 O encontro foi hoje, uns desencontros, mas fizemos a troca um pouco depois do almoço. Cá está o que recebi, não é giro o meu afago para caneca (acho que é assim que se chama?). E aquela bolsinha azul com babadinhos veio  me visitar   ƪ(ˆ◡ˆ)ʃ


PS. Troquei as fotos, as da minha madrinha tinham muito melhor nitidez e claridade, vendo-se melhor os pormenores das peças. Não acham tão giro o meu afago :)

Leão(zinho) / King of the Jungle de Maria Diaz - update

 Na foto infra mais facilmente se consegue ver a cor que estou a utilizar, iniciei as flores começando com o rosa DMC 976.

domingo, 13 de outubro de 2013

Bolo de chocolate com coco e sementes de sesamo

 De tarde apeteceu-me fazer um bolo, refiz uma receita já aqui mencionada mas acrescentei uma colher de sopa de sementes de sesamo à mistura inicial. Para variar :)
Saiu um bolo grande.

Omelete de camarão

Para o almoço precisava de cozinhar algo mais que não demorasse muito tempo, a ideia era não interromper muito tempo nas arrumações e limpezas porque depois perco a vontade de fazer seja o que for, ainda para mais com este tempo solar.
Claro, uma omelete.  Os ingredientes foram três ovos, cebolinho e camarão. Juntar tudo com um garfo e vai no Micro Delight (Tupperware) ao microondas.
Et voilá.
Bom Almoço

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Troca da Cor (O que entreguei)

Cá está finalmente, terminada e enviada a troca da cor para a minha afilhada.
Será que ela vai gostar?
O cartão que acompanhou esta troca. Muito artesanal, feito de uma forma rústica, utilizando o ponto linear no papel para bordar as letras, um dollie de papel dobrado duas vezes para fazer uma espécie de prateleira para os dizeres na cor branco, contraste com o bege do fundo ovalado. Acrescentei quatro brads, na cor vermelha espaçando-os para melhor coordenar. Simples. Os corações foram igualmente cosidos ao papel e sobrepostos.
Cá está o recipiente que levou as prendas, neste caso tudo na cor escolhida pela afilhada. Pintei uma lata e já lá estava em casa o primer para metais para por as mãos na massa, faz tempo que queria experimentar algo assim. E após primer pintei com a cor Linho, para dar cor ao fundo da lata. Utilizei depois para barrar o fundo linho um pouco da imensidade de selos, que guardei exactamente para fazer este efeito, e escolhi todos os selos que tinham de alguma forma a cor vermelha. Segue fotos da lata e seus pormenores.
 Após secagem dos selos coloquei ainda uma borboleta muito gira, bordada a ponto cruz, com as cores vermelha, laranja e amarelo.
E colada com a mesma cola Multicolage, da Acrilex, utilizada nos selos, enxarcando bem o quadrilé para segurar, secar, colocar multiplas camadas de cola, de forma a aderir bem à lata. Gostei da experiência e acho que fico giro com a tampa depois na cor vermelha Napthol Crimson.

quarta-feira, 2 de outubro de 2013

O Livro das Emoções, de Laura Esquivel

 Livro curto quando falamos da sua quantidade de folhas mas cheio de significado no seu conteúdo que aborda questões interessantes. Dois lados opostos, a ciência e a emoção, que se cruzam e lutam pela supremacia no ser humano sendo o primeiro com maior realce ultimamente. Aparecem alguns estudos nesta última década que dão à utlização das emoções uma forma construtiva de ver os outros, por exemplo Inteligência Emocional.
 Puxa por nós para questionar o mundo cientifico e o porquê de a emoção ser esta faca de dois gumes, em que sentimos e recordamos para toda a nossa vida as situações mais marcantes do ponto de vista emocional, mas ao tentarmos descrevê-las somos incapazes de quantificar a experiência devido a ser isso mesmo: uma emoção.
 Retrato da sociedade actual é descrito contendo a perda da ligação ao nosso lado emocional para dar sentido e maior realce aos bens materiais, dos quais a cultura da sociedade espelha nos mais infimos pormenores no cinema e em toda a informação que é relatada pelos midia.

Sinopse:
Vivemos num mundo que concebe o ser humano como um ser insensível, que cortou o contacto com as suas emoções. Por isso mesmo, AGORA é o momento de redescobrirmos o ESSENCIAL. O que faz pulsar o nosso coração não é a recordação do carro que comprámos ou do tempo passado em burocracias, mas a esperança de fazer tudo aquilo que ainda não fizemos: dizer às pessoas que nos rodeiam o quanto significam para nós, dar um abraço a um amigo, partilhar uma tarde de riso com os nossos filhos, contemplar uma chuva de estrelas, dar um beijo apaixonado, amar, amar, amar...
Neste livro corajoso e poético, Laura Esquivel desafia-nos a valorizarmos as nossas emoções e sentimentos, a olharmos para o nosso íntimo e encontrarmos força para viver uma vida de verdadeira liberdade.  A nossa vida é, acima de tudo, o conjunto das nossas recordações, imagens, risos e lágrimas. E vale a pena vivê-la? Definitivamente, sim.
Embora todos nós passemos por momentos de tristeza e isolamento, há sempre uma voz dentro de nós que nos impele a seguir em frente. É nesses momentos de solidão, quando o «ruído» do mundo é afastado, que podemos ouvir a alma dizer-nos que o único e verdadeiro valor é o amor.
Boas leituras

GIVEAWAY - Sorteado

Finalmente foi.
Aqui está o envelope e já seguiu o seu caminho com o Giveaway para a Rosi, feliz contemplada da revista Sewing World, de Julho deste ano. Tem imensos projectos de costura para experimentar e diversificar e dará de certeza fantásticos trabalhos.
Mostro ainda o cartão que foi a acompanhar, feito em tons de rosa, violeta e vermelho, e claro dedicado ao tema costura.

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Dia do UFO

No grupo Pontos e Pontinhos voltam a falar do combate aos UFOs. Admito que eu destes casos tenho imensos projectos iniciados finalizar é que tem problemas. Já me dou por contente ao terminar um só.
Volto a falar de Flora, produzido por Solaria Gobelin, parte do quadro do autor Botticelli, Primavera, adaptado uma pequena parte para ponto cruz. Composto por duas páginas tamanho A4, com 140 por 200 pontos e contém 29 cores. Já coloquei pelo menos dois post durante o ano de 2012, estão em Setembro e Agosto desse ano, e também em 2011, em Janeiro, sobre este projecto.
Sendo assim, e espero que desta vez vá mostrando algumas cruzinhas por poucas que sejam ao longo do tempo e do que vou fazendo. No entanto no grupo estipularam regras, simples mas verdadeiras e de forma a incentivar-nos a mostrar avanços.
regras:
A primeira apresentação é dia 1 de outubro depois dia 10 e depois dia 20 assim sucessivamente.
Vou mostrar algumas fotos que tenho dos avanços desde que iniciei este trabalho no ano de 2004 :) Sim já fez uns aninhos que iniciei, e depois devido a falta de tempo (faculdade, trabalho, casa,  familia e afins) pouco tenho tocado nele. Tinha mais fotos que estavam no meu webshots (http://community.webshots.com/user/stitchyellowcatdoublec ) mas desde que mudou de gerência que as contas simplesmente desapareceram e o seu conteudo idem, e já não consigo entrar para as ir buscar, o que é uma pena mas enfim.

- 2004, a 16 de Fevereiro e 17 de Março

- 2012, 18 de Setembro
-  2013, a 1 de Outubro ƪ(ˆ◡ˆ)ʃ


Vou iniciar no canto superior esquerdo, foto acima mostra como está a data de hoje, para tentar preencher as lacunas que tem.
Boas cruzinhas