sábado, 27 de maio de 2017

Workshop de Oléo - Ponto das Artes - Cacém

 
 
Admito que havia mas trabalhos que poderia mostrar pois utilizamos vários tipos de médios de 3 marcas, com diferentes espessuras e para diferentes efeitos, mas gostei mais deste. E verdade seja dita as outras experiências foram isso mesmo experiências.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

A educação de Felicity (The School for Manners, #1)

Livro pequeno, agradável e risonho.
Comédia romântica de época que me cativa, achei uma boa aposta pois já li um livro, o quinto volume desta coleção, mas infelizmente a aposta da Asa foi curta e somente estão impressos em português este e o segundo bahhhh.
Este é o primeiro volume que nos conta, muito resumidamente que as Irmãs Tribble estão necessitadas, a beira da pobreza, e passam a colocar um anúncio no jornal oferecendo os seus serviços aos pais mais desesperados com o procedimento de suas filhas, nasce a Academia de Etiqueta. A primeiríssima aluna chama-se Felicity e é maria-rapaz, sonhos do pai de ter tido um filho, transmitiu tal vontade para a filha, para desespero da mãe.
O alvo deste romance não é o futuro casal em si, Felicity e Ravenwood e um amor pouco convincente, bem como as atribulações por que passam mas sim as irmãs Amy e Effy que serão as professoras de etiqueta da aluna. Meio díspares, contrarias, casmurras e procurando pelo seu eterno casamento/amor "resolvem", e aqui coloco tal palavra de forma muito liberal, as várias contrariedades da menina e problemas que surjam com o maior à-vontade, humor e exagero transformando qualquer situação banal e desesperada em algo bizarro e extravagante, e risota total.
Sinopse:
 Numa época em que as mulheres da nobreza só dispõem de duas opções - casar ou esperar que um parente rico morra - as irmãs Tribble não têm sorte nenhuma. Não só ainda não encontraram o amor como, após anos de bajulação a uma intratável tia velha, veem o seu nome apagado do testamento aquando da sua morte.As românticas Amy e Effie Tribble sonhavam com ricos jantares de carne assada e batalhões de criados aduladores mas agora estão oficialmente na penúria. Ironicamente, é neste cenário desolador que lhes ocorre uma ideia brilhante: colocar a sua educação esmerada ao serviço das jovens mais "difíceis", apresentá-las à sociedade e arranjar-lhes casamento.Não contavam que a sua primeira cliente fosse Lady Felicity Vane, cuja rebeldia ameaça enlouquecer a sua própria mãe e arruinar o projeto sentimental de Amy e Effie. A jovem prefere caçar com os amigos a pensar em casar. Mal ela sabe que o seu suposto pretendente é o homem que mais a irrita (e que mais irritado se sente por ela). Felicity nunca admitirá que o seu coração treme ao ver Charles Ravenswood, principalmente porque o elegante marquês parece não ter paciência nenhuma para as suas extravagâncias. O clima entre ambos é tão tenso que, se soubessem o que as irmãs planeiam, o resultado seria, no mínimo, desastroso…
Boas leituras

domingo, 21 de maio de 2017

Bom dia

uma flor para vos alegrar o dia

 

Xaile Half Granny: Novo projeto

Pois é enquanto o outro projeto aguarda melhores dias iniciei um outro que estava pensado fazer algum dia, até o tinha colocado na fila no Ravelry como algo que gostaria de fazer. Já fiz vários trabalhos com este ponto granny square mas o xaile com parte deste ponto ainda não.
Iniciado hoje mostro fotos de como está.

Estou a utilizar uma a agulha n.º 2 e escolhi esta cor laranja para o modelito.

sábado, 20 de maio de 2017

Goddess of the Rose (Goddess Summoning #4)

À parte as referências às rosas, com várias variedades de rosas, cores de rosas, que tornam a primeira parte do livro meio monótoma mas compreendo o porquê da sua utilização (criar  o ambiente da história à volta dos jardins e Mikki ama tanto as rosas que sangra por elas, forma milenar de sua familia de cuidar delas) achei engraçada a história e a sua semelhança com outra história, a Bela e a Fera. A deusa Hecate conhecida por ser a protetora das mulheres e crianças abusadas e é aqui a deusa da justiça na mitologia grega, a escritora joga sempre um pouco com o contexto histórico da deusa e a ficção que deseja criar. A escolhida da deusa Hecate para sua próxima sacerdotisa é uma mulher mais madura, Mikado (nome de rosa rs), para restabelecer a ordem em sua casa, ao contrário das últimas selecionadas muito mais novas, tipo mulher-criança, e no meio das ninfas e da besta pouca humana criar regras, proteger o seu reino e "abanar um pouco a normalidade da sua casa".
Mikki faz tudo isso ao mesmo tempo que se apaixona por Asterius (o Minotauro), a besta protetora do santuário, mais humano do que aparenta. Mas a escuridão e suas forças atacam cada vez mais as rosas, protetor vivo do reino e de todo o seu conteúdo, fazendo com que Mikki não consiga parar as doenças das rosas mesmo com toda a sua experiência no ramo. Um acidente faz com que Mikki sangre um pouco por cima de algumas rosas percebendo nessa altura o valor do sacrificio que tem de fazer. Terá coragem de abandonar as suas amigas e seguidoras, o seu amor e o reino de Hecate para salvar as rosas?
Sinopse:
Empousai family roses have bloomed for centuries, thanks to the drops of blood their women sacrifice for their gardens. But Mikki would rather forget this family quirk and lead a normal life. Until she unwittingly performs a ritual, ending up in the strangely familiar Realm of the Rose. As its goddess Hecate reveals, Mikki is a priestess-and the Realm's been waiting for her...Long ago, an enraged Hecate cursed her guardian beast and the entire Realm with a slumber only a priestess can undo-and she's counting on Mikki. The beast at first terrifies Mikki-but soon intrigues her more than any man ever has. But the only way he and the Realm can be saved is for Mikki to sacrifice her life-giving blood-and herself... 
Boas leituras

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Baktus: Upgrade

Olá
O Baktus vai progredindo e estou quase a acabar o presente novelo necessitando brevemente do 2º que tenho da mesma cor pois pelo tamanho que tem é ainda insuficiente para dar a volta ao pescoço. Procurei mas o dito cujo não há meio de aparecer, guardei-o tão bem mas tão bem que não sei onde estará. Pensa, pensa... 

Entretanto deixo foto do que está feito e retomarei quando o encontrar. Até breve

domingo, 14 de maio de 2017

Quem tem medo de Virginia Wolf?

Fui ver a peça acima com dois atores bastante conhecidos
Adorei e recomendo, aviso que não é uma peça leve.
Resultado de imagem para quem tem medo de virgínia woolf peça

sábado, 13 de maio de 2017

Circulos: LOVE goes round and round

Decidi experimentar o bloco de papel, da Tiger que comprei faz alguns dias, para fazer uma tentativa em aguarela de forma a ver como trabalhava este papel. Gostei, mas o papel não é apropriado para aguarela, erro meu,  empola  com a água e não expande a tinta como deveria, mas nada que um livro pesado não retifique :) .
 
Utilizei as tintas de aguarela para o fundo mas depois os círculos e restantes efeitos foram feitos com as canetas Posca, diferentes grossuras.

Baktus: Novo projeto

No meio de tanta coisa boa neste dia 13 iniciei um outro trabalho em crochet, esquema encontrado num blogue Das mãos da Gracinha, nas minhas viagens de cuscar pela net. Achei engraçado a forma peculiar que toma aquando da sua completude.  
 Escolhi uma linha matizada nº 5, com uns tons bonitos em verde, e estou a utilizar a agulha n.º 2. Deixo fotos do seu inicio...
.
Até breve 

sexta-feira, 12 de maio de 2017

Do céu com amor

 Achei este livro no goodreads, na versão inglesa, e achei tão mas tão giro a sinopse que fui à procura dele pelas livrarias. Encontrei-o na Fnac e ainda bem pois adorei. Lido de uma acentada (ainda bem que era sábado a seguir pois na sexta terei uma pedrada). Recomendo.
O pequeno texto abaixo diz tudo, a forma humorísstica como a história é contada pela escritora, cheia de pormenores cativa o leitor, gostei do fim e apesar de ser um final feliz quero mais. 
Uma leitura fluida, leve.
Sinopse:
Depois de uma colisão frontal entre um elegante carro desportivo e um utilitário, um anjo bondoso faz uma troca na sala de espera do Céu. Uma professora baixinha, temperamental e amante de râguebi recebe uma segunda oportunidade e encontra-se no corpo de uma americana alta, deslumbrante e promíscua. Tem um marido rico e lindo de morrer que parece ter acabado de sair de um romance -, mas por uma razão qualquer, não suporta sequer olhar para ela. Ela pensa que enlouqueceu, e se contar a alguém as pessoas saberão que isso é verdade... e irão interná-la. E ela não pode fugir e esconder-se: tem uma perna partida.  
Boas leituras

quinta-feira, 11 de maio de 2017

A magia das pequenas coisas (Waverley Family #2)

 Gostei muito do primeiro livro e como tal quando este segundo saiu não consegui resistir. Livro curto, leve e divertido.
 Bay, agora adolescente, questiona-se  sobre o que é ser uma Waverley, bem como a sua mãe e irmã, a niveis diferentes mas todas com o mesmo problema, a dúvida. Esta é trazida pelo vento e pelo forasteiro que tenta subornar Claire com dicas de sua mãe e que ela é filha adoptada e não gerada na familia. Claire anda descontente com a sua vida apesar de ela andar de feição, marido e filha estão bem de saúde, felizes, o negócio vai bem, e Claire continua na cozinha fazendo as suas iguarias. Afinal o que está na mal na cozinha? Claire cozinha doces para venda mas já não cozinha para a sua familia e amigos, duvidando de si própria e dos seus talentos como Waverley, e pior se é uma Waverley.
Dúvidas mais antigas renascem pois pouco sabem sobre a própria mãe e a avó pouco contava.
Sinopse:
Por detrás das sebes de um jardim encantado, está aninhada a casa da família Waverley. As mulheres que a habitam são herdeiras de um legado mágico: a macieira, que produz frutos proféticos, e as flores comestíveis, com os seus poderes únicos. Mas algo se passa ultimamente. Uma estranha inquietude parece invadir tudo e todos.
A discreta Claire tem um novo negócio. Inspirada pelo jardim, ela produz doces artesanais em que usa a lavanda para atrair a felicidade, as rosas para reconquistar os amores perdidos, a lúcia-lima para acalmar a garganta e o espírito... E o sucesso destas guloseimas é tanto que ameaça afastar Claire das pessoas e da vida que tanto ama. A rebelde Sydney anseia apenas por um novo começo... e um novo bebé. Mas as tentativas têm sido vãs. A sua alegria de viver perde um pouco de brilho a cada dia que passa. A “pequena” Bay, agora uma adolescente, acabou de declarar o seu amor pelo rapaz errado. Apenas Evanelle continua a dar às pessoas exatamente aquilo de que precisam...
E quando um misterioso forasteiro chega à cidade e desafia a essência da própria família, cada uma destas mulheres terá de fazer escolhas difíceis e inesperadas.
  
Boas leituras

quarta-feira, 10 de maio de 2017

Noites no Alexandra

Livro pequeno mas com um grande tema, a inocência. Leitura rápida.
Harry, agora um senhor de barbas brancas viaja para o seu passado e nos conta a história do Alexandra. O Alexandra é um cinema constrúido num vila, durante o período da segunda grande guerra, por um alemão e sua esposa inglesa, causou grande confusão e estranheza nas pessoas da aldeia e arredores.
Sinopse:
Numa pequena cidade de província da Irlanda, Harry, agora com 58 anos, recorda a sua infância durante a guerra e o seu relacionamento com a bela Frau Messinger.
Para a homenagear, o seu marido construiu um cinema: o Alexandra. Harry, que trabalhou nele, tornou-se um dia seu proprietário. E ficará sempre prisioneiro da memória dessa sedutora mulher e do seu inquietante passado.
  
Boas leituras

terça-feira, 9 de maio de 2017

Casado até segunda (The Weekday Brides, #2), de Catherine Bybee

Livro pequeno, de rapida leitura e agradável.
Relata a história de um politico, Carter, futuro senador talvez, pois está em campanha, que anda atrás de uma rapariga/mulher mas ela não lhe liga nenhuma. Eliza tem um passado a esconder, e faz-o muito bem pois a sua vida depende disso mas consegue agora ter um emprego e amigas e amigos. Tudo parecia correr bem até aparecer na televisão.
Tudo corria bem para Eliza excepto aquando da briga no bar com ele e a amiga, foi parar à televisão e depois para remediar, de alguma forma, a má publicidade a Carter outra vez na televisão que fez com que a policia aparece-se no local para avisá-la do perigo que corria em mostrar-se e piorar as coisas.
Sinopse:
Carter Billings: Com o seu cabelo louro e a aparência de estrela de Hollywood, Carter pode ter todas as mulheres que quiser. Mas quando se candidata a governador da Califórnia, sabe que terá de assentar e tornar-se um homem de família. A sua escolha recai sobre Eliza Havens, que gere uma agência matrimonial. Eliza Havens: Eliza sente-se feliz por a melhor amiga ter um marido rico e adorável. O que a deixa doida é o melhor amigo dele: o sensual e ousado Carter Billings. Nunca nenhum homem a arreliou tanto…nem lhe fez bater o coração assim tão depressa. É a juntar casais que ela ganha a vida, mas há segredos antigos que a têm impedido de ela própria se casar… até agora.  
Boas leituras

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Tiger: material

Passei pela loja Tiger, loja grande que existe no Chiado, e ao passar pelo material de artes tive que parar e inspecionar o conteúdo com atenção, principalmente as coisas para aguarela.



  

Tinham uns conjuntos de papeis grossos, com 300grs de espessura, apropriados para pintar, formato postcard e um outro conjunto pré-desenhado com motivos florais, igualmente de papel grosso, e ainda um bloco de 14x14 cms com o mesmo tipo de papel. Adorei e adorei o preço.

sábado, 6 de maio de 2017

Lost and Found in Cedar Cove (Rose Harbor #1.5)

Livro muito pequenino sobre o cão de Jo Marie Rose, Rover, e as suas pecularidades, ajudar os outros a encontrarem-se. Aqui vemos-o em ação juntando duas pessoas que nem sabiam que o queriam, Alice está a ajudar Travis com a matemática e muito mais.
Sinopse:
Debbie Macomber’s heartwarming new series, set at the Rose Harbor Inn in picturesque Cedar Cove, displays the author’s signature talent for creating characters who feel like friends, and small towns that feel like home. In this original short story available exclusively as an eBook, Jo Marie Rose readies her inn for spring, turning to her new friends Grace and Olivia when she needs them most.Jo Marie has big plans for her bed-and-breakfast. With the help of handyman Mark Taylor, she intends to plant a beautiful rose garden in time for her upcoming open house. Jo Marie and Mark rarely see eye to eye—especially on matters of home improvement—but she knows he has her best interests at heart. After the two walk the grounds, Jo Marie realizes that her beloved rescue dog, Rover, is missing, and at a time when she most needs a friend, Mark abruptly leaves. Confused by Mark’s behavior and worried for Rover’s safety, Jo Marie searches for her precious pup all over Cedar Cove. Rover is on an adventure of his own—one that will lead to a delightful surprise for two unlikely people.
Boas leituras

terça-feira, 2 de maio de 2017

O apicultor, de Maxence Fermine

Livro muito pequeno, que se lê rápido, mas com muito conteúdo para o pensamento. 
Apresenta-se num formto diferente e com um imaginário igualmente pouco usual. Até a altura das letras e o enquadramento na folha se comporta de outra forma.
Relata a procura incessante de Aurélien pelo seu ouro, abelhas e mel, e por reflexo procura por si próprio. Demonstra na realidade a importãncias dos sonhos nas nossa vida e como tais sonhos a controlam.
Deixa para trás o conhecido, a casa e o seu pai, as colheitas e a plantadora de lavanda. Aurélien percorreu Africa procurando pela rainha das abelhas e as próprias abelhas, encontra-as mas elas depois desaparecem como num sonho e um caminho que percorreu em meses demorou um ano na volta, quase ficando pelo caminho. conhece várias pessoas no seu percurso que enriquecem a história e dão-nos algo mais para pensar, é a viagem que faz 
Ao chegar volta depois para casa onde o espera o pai, mais velho, e ela, a rainha dele.
Sinopse:
No fim do século XIX, na Provença. Aurélien não esqueceu a abelha que veio pousar-lhe na palma da mão quando era ainda criança. A abelha deixara umas partículas de pó dourado na sua linha da vida. Devotado, desde então, a procurar a quinta-essência do mel, parte para uma longa e arriscada viagem que o conduz a África, aos maravilhosos planaltos da Abissínia.Nesse lugar, espera-o uma mulher dourada, e também um sonho... a cidade das abelhas. Uma história filosófica, uma busca apaixonada da beleza. 
Boas leituras

segunda-feira, 1 de maio de 2017

Elementos secretos

Este livro não era o que eu estava à espera pois trata-se de uma crónica de conteúdo histórico, em que foi baseado para fazerem o filme, e não um texto romanceado. O livro relata os vários acontecimentos pessoais e profissionais das mulheres que trabalhavam na sala de computadores da NACA (futura NASA), no ramo da aeronáutica, durante o período da II guerra e mesmo depois da dita guerra. É feito de forma individualizada para cada mulher, as figuras mais importantes no desenvolvimento da sala de programação, através da narradora do livro e autora que as conheceu pois o seu pai era um membro desta "família de calculadoras" agora reformado.
Relata o percurso pessoal, bem como académico, de cada uma com as dificuldades que as mesmas tiveram para obter a certificação académica na área escolhida, que obtiveram no ensino, com as dificuldades financeiras do ensino para membros da raça negra, e mais tarde com a entrada na NACA o seu conteúdo profissional na sala de programação. Tem ainda uma seção com os relatos profissionais, e respetivas opções apresentadas, para seguimento da carreira após a guerra altura em que a NACA perdeu a maioria das sua "calculadoras" devido ao regresso dos homens da guerra mas algumas decidiram manter-se no campo, dando mais estabilidade económica à família.
Sinopse:
Entre estas "calculadoras" havia um pequeno grupo excecional de mulheres afro-americanas, especialmente talentosas. Faziam parte das mentes mais brilhantes da sua geração. Mulheres que tinham sido relegadas para ensinar matemática em escolas públicas só para negros do Sul, mas que foram chamadas para servir durante a Segunda Guerra Mundial, devido à escassez de mão de obra, quando a indústria da aviação necessitava de qualquer pessoa que pudesse ajudar. De repente, essas mulheres desvalorizadas até então, encontraram empregos adequados à sua genialidade, e responderam afirmativamente à chamada do Tio Sam e foram para Hampton, na Virgínia, para o fascinante laboratório aeronáutico de Langley.Mesmo ali, foram segregadas do resto das mulheres porque a Lei na Virgínia assim o estabelecia. Deste modo, esta equipa ajudou de forma excelente a que os Estados Unidos ganhassem a corrida espacial à URSS durante a Guerra Fria.Esta é a história incrível de um grupo de matemáticas afro-americanas que, com os seus cálculos, ajudaram a NASA e os EUA em alguns dos acontecimentos mais importantes da corrida espacial.Este livro começa na Segunda Guerra Mundial e desenvolve-se durante a Guerra Fria, o movimento dos direitos civis e da corrida espacial. Elementos Secretos segue a vida de Dorothy Vaughan, Mary Jackson, Katherine Johnson e Christine Darden, quatro mulheres afro-americanas que participaram em vários dos maiores sucessos da NASA.É uma crónica de quase três décadas durante as quais essas mulheres enfrentaram desafios, forjaram alianças e usaram o seu intelecto para mudar as suas próprias vidas e o futuro do seu país. 
Boas leituras