segunda-feira, 14 de julho de 2014

As Serviçais

 Gosto da forma como escolherão para contar esta história, apesar de em certas alturas se tornar confuso em saber quem é o narrador, em alguns capitulos em particular. À medida que vamos conhecendo as personagens, e suas pecularidades de personalidade, torna-se muito mais fácil. Vários relatos de empregadas domésticas, na década de 60, no estado do Mississipi, que se unem e tentam à sua forma alargar horizontes. Foca-se em dois conjuntos de histórias, dois pontos de vista do lado branco (Skeeter e Hilly) e mais dois do lado de cor (Aibileen e Minny).
 Depois refere-se na história as diferenças entre uns e outros, não só aquelas referidas pelo preconceitomas igualmente as das sua linguagem. O que me incomoda é o facto de existir referências linguística a um sotaque, não fazem sentido, assemelham-se mais a um discurso oral moderno do que outra coisa. E mesmo quando a patroa de Minny chega, a diferença do seu falar, como alguém que veio do campo, mas em todo o livro não existe, nem no discurso oral, registo dessas diferenças de "sotaque". Acho que embelezaria mais a história dando também credibildiade e em nada interfere com a leitura. 
 Mas esta é uma obra de ficção e não um relato histórico.
Sinopse:
Skeeter tem vinte e dois anos e acabou de regressar da universidade a Jackson, Mississippi. Mas estamos em 1962, e a sua mãe só irá descansar quando a filha tiver uma aliança no dedo. Aibileen é uma criada negra, uma mulher sábia que viu crescer dezassete crianças. Quando o seu próprio filho morre num acidente, algo se quebra dentro dela. Minny, a melhor amiga de Aibileen, é provavelmente a mulher com a língua mais afiada do Mississippi. Cozinha divinamente, mas tem sérias dificuldades em manter o emprego... até ao momento em que encontra uma senhora nova na cidade. Estas três personagens extraordinárias irão cruzar-se e iniciar um projecto que mudará a sua cidade e as vidas de todas as mulheres, criadas e senhoras, que habitam Jackson. São as suas vozes que nos contam esta história inesquecível cheia de humor, esperança e tristeza. Uma história que conquistou a América e está a conquistar o mundo.
Boas leituras

Sem comentários:

Enviar um comentário