segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

O Jardim Encantado (Waverley Family #1)

 Livro curto, leve e divertido pois dou por mim a sorrir com o que leio. Adoro finais felizes.
 Gostei mais da personagem "macieira" no todo. Sim é uma personagem, o autor utiliza a personificação para dar realce a humanidade que reside em alguém que profetiza, quer gostemos ou não, que sente sentimentos, que mostra as melhoras características humanas pelas pessoas que adora e tenta de alguma forma proteger.
 Às vezes nem tanto inanimada pois agride as pessoas com maças, por um lado, e por outro, foge de certas pessoas quando tem algo que quer reter, e irá ferir alguém que gosta mas mesmo assim tem um papel relevante na vida de todos da cidade, de uma forma directa ou indirecta. Função vaticinante.
Sinopse:
Num jardim escondido por trás de uma tranquila casa na mais pequena das cidades, existe uma macieira e os rumores que circulam dão conta de que dá um tipo muito especial de fruto. Neste encantador romance, Sarah Addison Allen conta a história dessa árvore encantada e das extraordinárias pessoas que dela cuidam...
As mulheres da família Waverley são herdeiras de um legado mágico — o jardim familiar, famoso pela sua macieira, que produz frutos proféticos, e pelas suas flores comestíveis, imbuídas de poderes especiais que afectam quem quer que as coma.
Proprietária de uma empresa de catering, Claire Waverley prepara pratos com as suas plantas místicas — desde as chagas que ajudam a guardar segredos até às bocas-de-lobo destinadas a desencorajar intenções amorosas. Entretanto, a sua idosa prima Evanelle é conhecida por distribuir presentes inesperados cuja utilidade se torna mais tarde misteriosamente clara. São elas os últimos membros da família Waverley — com excepção da rebelde irmã de Claire, Sydney, que fugiu da cidade há muitos anos.
Quando Sydney regressa subitamente a Bascom com uma filha pequena, a tranquila vida de Claire sofre uma reviravolta, bem como a fronteira protectora que erigiu tão cuidadosamente em redor do seu coração. Juntas uma vez mais na casa onde cresceram, Sydney reflecte sobre tudo o que deixou para trás ao mesmo tempo que Claire se esforça por sarar as feridas do passado. E em pouco tempo as irmãs apercebem-se de que têm de lidar com o seu legado comum para viverem as alegrias do futuro que se anuncia.
Encantador e pungente, este fascinante romance irá, seguramente, enfeitiçar o leitor.
Boas leituras

Sem comentários:

Enviar um comentário