quinta-feira, 14 de junho de 2018

A Paixão de Emma

Leitura rápida.
Encontramos Emma e a sua situação deveras peculiar, filha primogénita que apesar da idade ainda não casou e da qual o pai deseja-se livrar dela, que se torna mais esquisita quando viaja para Inglaterra para se casar com Julius Aubrey. 
Emma espera muito desta viagem e por consequência do seu casamento mas não nada é o que parece. O marido é mais como um irmão para ela, isolada, fechada em casa sem possibilidade de sair de casa e socializar, torna-se poetisa para expor os seus sentimentos pelo marido.
Julius é um enigma pois nunca conseguimos saber muito da sua personagem, a não ser que é um homem muito ocupado, a fábrica é dele e está em crescimento exigindo muito da sua atenção.
Só quase no fim é que certas coisas fazem sentido e é quando aparece, com mais frequência e caracterização, o irmão de Julius, Theodore, jogador inveterado da má sorte, pois faz batota para roubar o dinheiro aos outros, gémeo idêntico de Julius.
Ficou um pouco aquém do que prometia.
Sinopse:
Emmaline sempre ouvira a mãe dizer que, como a mais velha de quatro irmãs, casar deveria ser a sua prioridade e dever. Contudo, o tempo passava sem que se vislumbrasse qualquer proposta de casamento. Até que num baile organizado em sua casa, um belo desconhecido a convida para dançar. Ele chama-se Julius e, na manhã seguinte, pede a sua mão. Cheia de esperança e vontade de começar uma nova vida, Emmaline deixa a América rumo a Inglaterra. Porém, quando chega, depara-se com uma casa estranha, repleta de pessoas invulgares e criados excêntricos. Um cenário bastante distante do glorioso lugar que Julius lhe descrevera. Na verdade, à medida que os dias passam, o próprio noivo parece ter-se tornado irreconhecível. Emmaline sente-se cada vez mais só e infeliz, chegando até a pôr em causa o futuro da relação. Mas isso é antes de o passado de Julius, e a história daquela enigmática casa, lhe serem desvendados. 
Boas leituras

1 comentário: