quinta-feira, 25 de maio de 2017

A educação de Felicity (The School for Manners, #1)

Livro pequeno, agradável e risonho.
Comédia romântica de época que me cativa, achei uma boa aposta pois já li um livro, o quinto volume desta coleção, mas infelizmente a aposta da Asa foi curta e somente estão impressos em português este e o segundo bahhhh.
Este é o primeiro volume que nos conta, muito resumidamente que as Irmãs Tribble estão necessitadas, a beira da pobreza, e passam a colocar um anúncio no jornal oferecendo os seus serviços aos pais mais desesperados com o procedimento de suas filhas, nasce a Academia de Etiqueta. A primeiríssima aluna chama-se Felicity e é maria-rapaz, sonhos do pai de ter tido um filho, transmitiu tal vontade para a filha, para desespero da mãe.
O alvo deste romance não é o futuro casal em si, Felicity e Ravenwood e um amor pouco convincente, bem como as atribulações por que passam mas sim as irmãs Amy e Effy que serão as professoras de etiqueta da aluna. Meio díspares, contrarias, casmurras e procurando pelo seu eterno casamento/amor "resolvem", e aqui coloco tal palavra de forma muito liberal, as várias contrariedades da menina e problemas que surjam com o maior à-vontade, humor e exagero transformando qualquer situação banal e desesperada em algo bizarro e extravagante, e risota total.
Sinopse:
 Numa época em que as mulheres da nobreza só dispõem de duas opções - casar ou esperar que um parente rico morra - as irmãs Tribble não têm sorte nenhuma. Não só ainda não encontraram o amor como, após anos de bajulação a uma intratável tia velha, veem o seu nome apagado do testamento aquando da sua morte.As românticas Amy e Effie Tribble sonhavam com ricos jantares de carne assada e batalhões de criados aduladores mas agora estão oficialmente na penúria. Ironicamente, é neste cenário desolador que lhes ocorre uma ideia brilhante: colocar a sua educação esmerada ao serviço das jovens mais "difíceis", apresentá-las à sociedade e arranjar-lhes casamento.Não contavam que a sua primeira cliente fosse Lady Felicity Vane, cuja rebeldia ameaça enlouquecer a sua própria mãe e arruinar o projeto sentimental de Amy e Effie. A jovem prefere caçar com os amigos a pensar em casar. Mal ela sabe que o seu suposto pretendente é o homem que mais a irrita (e que mais irritado se sente por ela). Felicity nunca admitirá que o seu coração treme ao ver Charles Ravenswood, principalmente porque o elegante marquês parece não ter paciência nenhuma para as suas extravagâncias. O clima entre ambos é tão tenso que, se soubessem o que as irmãs planeiam, o resultado seria, no mínimo, desastroso…
Boas leituras

Sem comentários:

Enviar um comentário